quinta-feira, julho 22, 2010

Velho Amigo

Nos dias de hoje pode ser uma ligação, um torpedo, mensagem na Internet, um bate-papo, uma breve nota, enfim, um gesto de reaproximação.

Mas receber notícias de bons e velhos amigos, pessoas que fizeram parte das nossas vidas e ajudaram a nos construir, é um momento saboroso como poucos!

Sentir um pequeno afago de mãos e vozes que já foram tão próximas e, como diria um verdadeiro amigo meu, “agora estão longe... não distantes! Apenas longe!” é um prazer totalmente diferente nessa vida.

A distância pode acabar com muitas coisas rasas. Mas os laços verdadeiros são tão complexos que nem mesmo o tempo, com toda sua tranqüilidade habilidosa e paciência, é capaz de desatar de vez.

Quando encontramos aquele camarada que não vemos faz 5 ou 10 anos, ou seja lá o tempo que for, o cumprimento que é o mesmo, os papos não mudam e as histórias não se cansam de serem contadas e recontadas a torto e a direito. E o melhor de tudo são as gargalhadas! Podem até mudar de formato e tom, mas ainda estão lá. Guardadas do mesmo jeito de sempre.

E não é a mais pura verdade que as amizades valiosas não mudam?

Já diria Kim Hubbard: “amigo é aquele que sabe tudo a seu respeito e, mesmo assim, ainda gosta de você.”

Nem de longe é possível substituir. Não se pode substituir por amores, por sonhos realizados ou nada parecido.

A amizade é um gesto: O gesto de compartilhar, aliado ao desinteresse das ações e ao bem querer.

Há ainda quem diga que é maior e mais forte que o próprio amor. E eu não ousaria duvidar disso, afinal os casais mais felizes que conheço são, essencialmente, bons amigos.

Foi por isso que escrevi este texto assim: Simples, descomplicado, sem começo, meio ou fim. É apenas um relato. Um relato que constrói, como uma amizade.
Uns reencontros de palavras que há muito não se vêem nas relações rasas do cotidiano. Palavras como desprendimento, respeito e companheirismo.

São palavras que não perdem o sentido nunca! As pessoas podem envelhecer, os corpos podem mudar, as vozes, cheiros, sentidos... mas a amizade é sempre jovial.

É a verdadeira fórmula da juventude.

Pois velhos amigos não ficam velhos nunca. Assim como nunca serão simplesmente amigos!

14 comentários:

Nicole disse...

Amei o texto!!! Muito bom!

Tati disse...

Pois é, concordo totalmente. É engraçado como tem algumas pessoas que se você fala 1 vez por ano é muito e mesmo assim nunca muda... e certamente. Essencialmente os melhores casais são melhores amigos. Não há como naum ser..

Claudhia Issa disse...

“amigo é aquele que sabe tudo a seu respeito e, mesmo assim, ainda gosta de você.”
verdade incontestável!!!

Anna disse...

=o)
Me identifiquei!

Blanda disse...

Eu não quero fazer parte da estatistica dos que só se encontram nos aniversários!
Adorei o texto...
Beijos

Tathi disse...

Awnnn, so sweet!
sinto mtas saudades, maninho.
bora marcar algo, vai... beijo grande e um moonwalk pra vc. luv u!

Mari disse...

Muito lindo!

Admiro a pessoa que você é e espero me tornar uma velha amiga!

Super Beijo!

Danielle Macedo disse...

Que lindo, Eilorzito!! Falou e disse, apesar da distancia e a falta que as nossas gargalhadas fazem, quando a gente se ve tudo continua igual! :) Parabens pelos textos no blog!!

Beijos! (ps: a guarda sueca manda saudacoes)

Flavia Fierro disse...

Gente!!!!
Que emocionante o seu texto!
Eu sinto bem latente tudo isso que você escreveu, Eilorzóvsky!!!!
Mais do que nunca tenho percebido que o importante não é a quantidade de vezes que ligo, encontro ou faço algo por aqueles que considero meus amigos. O que importa mesmo é saber que aquelas pessoas simplesmente existem e que sempre que eu precisar, elas estarão ali, sem me julgar, sem me cobrar nada... E tudo isso é recíproco.
É o que basta!

Parabéns pela sensibilidade e pelo blog!
Vou te adicionar lá no meu.

Bjs,

Heloisa Lima disse...

Adorei o post!
Vc é um amigo querido!
Vijarei a trabalho (3 meses na Colômbia), quando voltar, vamos marcar algo com nossa turma de RPs?
Um super abraço e MUITO sucesso pra ti!
Beijo!

cris disse...

Bato querido e amado ""sobrinho" meu!
Se você queria fazer chorar essa sua velha amiga velha, conseguiu...
Você sabe o quanto essa sua família que é feita de amigos entre si e por isso mesmo pessoas capazes de serem amigos dos outros é especial para mim...
E há muito... muito tempo...
Te amo de montão!
Mas isso você também sabe, né!
Um beijão maior que eu!

Manô disse...

Mas Blan, acho que um dos motivos que motivou este texto, foi justamente o encontro no seu niver... Não foi Honey???
E concordo totalmente... Sei que as verdadeiras amizades sobrevivem por anos, mesmo que as pessoas não estejam em contato diário, mas não vamos deixar de marcar!!! rs
Lindo texto! Parabéns!
Amizade é tudo na vida das pessoas!
Bjinhos da amiga

Eilor Marigo disse...

Obrigado pessoal!
Vocês fazem valer a pena! ;-)
Abraços para todos.

Célia Pace disse...

Oi Marigo,
Adorei seu texto, adorei ainda mais tê-lo enviado a mim chamando-me de velha amiga.
Seu texto é simples porque é verdadeiro e profundo na mensagem que transmite.
Parabéns e obrigado velho amigo.
Célia